Casa 3000

Casa 3000

A Herdade da Considerada é uma extensão de terreno árido, com 500 hectares, a cerca de sete quilómetros de Alcácer do Sal, onde imperam sobreiros e pinheiros mansos. A paisagem resultante é uniforme em todas as direções e, como descobriu o Arq. Luís Rebelo de Andrade numa visita preliminar, é mais fácil perder o carro na Herdade da Considerada do que no parque de estacionamento de um hipermercado.

Dessa experiência germinou uma ideia fulcral que presidiu a todo o projecto: na ausência dos marcos geodésicos, na Herdade da Considerada, é a arquitectura a fazer as vezes dos pontos de referência que desde eras primordiais guiaram os homens, complementado a paisagem com um edifício de abrangente visibilidade. A casa propriamente dita e o armazém agrícola foram concebidos para minimizar o tempo e o custo de construção e para privilegiar a sustentabilidade energética.

Os painéis solares e termo-colectores permitem que a casa produza mais energia do que a que consome, sendo a casa avessa a desperdícios de energia.

Com duas águas, portas e janelas, o desenho exterior da casa parece tão infantil como aqueles que as crianças começam a fazer ainda antes da escola primária. Esta aparente simplicidade assenta, na verdade, num imaginário colectivo e romântico que todos partilhamos: o da casa na pradaria, o da vida dos pioneiros e dos conquistadores do oeste americano, tantas vezes retratado nos westerns e que perduram na nossa memória constitutiva, a despeito do tempo e da consciência intencional que possamos ter deles.

Ano

2015 - 2018

Localização

Alcácer do Sal, Portugal

Área

400 m2

Cliente

Herdade da Considerada

Arquitectura

LuÍs Rebelo de Andrade, Joana Varajão, Filipe Ferreira

Projecto de Estruturas

Tisem

Projecto Passive House

Universidade de Aveiro - decivil

Projecto Fotovoltaico

Wayse

Coordenação de Obra

João Júlio Loureiro

Fotografia

João Guimarães - JG Photography

Texto

Valério Romão