Casa Esquilo

Casa Esquilo

Este projecto reabilita um edifício existente no Parque de Pedras Salgadas, designado Casa do Esquilo. Enquanto antigo galinheiro do Parque, este edifício é apenas composto por piso térreo. As suas largas paredes em pedra, bem como o conjunto de vãos existentes, respeitam o antigo uso e a dignidade deste edifício: uma única porta garante o acesso ao seu interior; duas pequenas aberturas ao nível da cota de soleira; mais duas janelas no seu alinhamento; e, por fim, dois óculos próximos da cobertura, de modo a permitir a entrada de luz natural para o seu interior. 

Perante o levantamento realizado a este edifício, a nossa proposta procurou transformar este antigo galinheiro num estúdio. Esta proposta contempla uma pequena alteração nos vãos existentes, em dois dos quais se pretendem abrir até à cota de soleira, com vista a definir uma nova entrada com um vão amplo. Esta nova entrada permite que se entre diretamente para a área de sala/kitchenette, o que significa que a proposta foi pensada de modo a maximizar a reduzida área útil disponível.

Ainda no piso 0, dispomos de uma instalação sanitária e de um quarto. Por outro lado, o mezanino tem o seu acesso através das escadas que se desenvolvem a partir da sala; este espaço surge como forma de tirar proveito do pé direito existente, em função do qual esta área pode ser aproveitada para um espaço de acolhimento extra.

Ano

2014

Localização

Vila Pouca de Aguiar, Portugal

Área

m2

Cliente

Unicer Bebidas de Portugal - VMPS, Águas e Turismo

Arquitectura

Luís Rebelo de Andrade, Pedro Duarte Silva

Fotografia

FG + SG - Fotografia de Arquitectura

Texto

Luís Bucha